Confira a lista dos filmes premiados no II Curta Coremas





  Mostra Rio Turbinas (filmes coremenses)

Melhor vídeo minuto

BLACKOUT – de Shirley Helane e Joás Sousa

 Troféu Mãe D’água de Incentivo a produção de Roteiro

- Escola Estadual Nobel Vita -  Wanderson Kennedy e Milena Machado, pelo texto “Nossa História”

- Colégio e Cursos Santa Rita de Cássia – Jônatas Wesley, pelo texto “O jovem trabalhador”

Mostra Mãe d’água (filmes paraibanos)

Melhor Documentário  

“FOGO-PAGOU”, de Ramon Batista

Melhor Ficção  

“LAMÚRIA”, de Nathan Cirino

Melhor Direção Documentário

BERTRAND LIRA, pelo filme “O DIÁRIO DE MÁRCIA”

Melhor Direção Ficção

MANASSÉS DIEGO, pelo filme “O PRESENTE DE LOURDES”

Melhor Montagem Documentário

ARTHUR LINS, CARLOS DOWLING E MARCUS VILAR, pelo filme “JOGO DE OLHAR” de Marcus Vilar

Melhor Montagem Ficção

JOÃO PAULO PALITOT, pelo filme “NUBLADO”

Melhor Fotografia Documentário

BRUNO DE SALES, pelo filme “FOGO-PAGOU” de Ramon Batista

Melhor fotografia Ficção

JOAO CARLOS BELTRÃO, pelo filme “ANTONINHA” de Laércio Ferreira Filho
        
Melhor Som Documentário

GUGA ROCHA, pelo filme “JOGO DE OLHAR” de Marcus Vilar

Melhor som Ficção 

FELIPE LAVORATO, pelo filme “ANTES DO CAFÉ”  de Carlos Mosca

Melhor Filme Júri Popular

ANTONINHA, de Laércio Ferreira Filho

Troféu Unicap (Universidade Católica de Pernambuco) de Incentivo ao Audiovisual

ADRIANO ROBERTO, pelo filme “O SOM DO ABOIO”       

Troféu-homenagem Amigo do Festival

TORQUATO JOEL, pela contribuição ao cinema do interior paraibano.

HOJE TEM ENCERRAMENTO DO FESTIVAL

COM A MOSTRA INFORMATIVA BRASIL! AS 20H NO AUDITÓRIO DO COLÉGIO E CURSOS SANTA RITA DE CÁSSIA!






NESTA TERÇA-FEIRA TEREMOS ATUALIZAÇÃO DO BLOG OFICIAL DO CURTA COREMAS COM DIVULGAÇÃO DOS FILMES VENCEDORES, FOTOS, VÍDEOS E MUITO MAIS!


FIQUE LIGADO!
Lançamento:

Sábado (12_05) as 19:30h, na praça Pe. Guilherme Town


SINOPSE

Década de 1950, no auge da época das obras de combate a seca, "escravos" da era moderna se sacrificam para erguer uma majestosa obra de engenharia.
Década de 2010, um homem lamenta sua saúde debilitada ocasionada principalmente, em decorrência das centenas de sacos de cimento que carregou durante a construção de uma das maiores barragens do Brasil.
Seremos capazes de compreender que o progresso, que ao mesmo tempo nos proporciona conforto e melhoria de vida, cobra um preço muito alto


Direção Geral: Diassis Pires 
Produção executiva: Laércio Ferreira Filho
Roteiro e Pesquisa: Diassis Pires
Diretor de fotografia: João Carlos Beltrão
Assistente de direção: Tina Pires 
Assistente de produção: Tarciliano Silva 
Som direto: Aderaldo Jr
Edição e montagem: Diassis Pires
Finalização: Diassis Pires & Tarciliano Silva
Trilha sonora: Banda Cabaçal Os Inácios e Cristiane Menezes.
Projeto gráfico: Daniel Pires